Beatas de cigarro. Um problema enorme

As beatas de cigarro podem ser pequenas, mas são um problema muito maior do que se pensa. Já reparou que estão espalhadas por toda a parte? Na rua, nas praias, nos parques e até mesmo nos rios e nos oceanos. 99% das ruas nas grandes cidades têm beatas no chão.

Em todo o planeta, por ano, mais 45 mil milhões de beatas de cigarro são atiradas fora. E isto porquê? Porque as pessoas pensam que, por ser um pequeno resíduo, não polui ou porque é rapidamente absorvido ou mesmo limpo por alguma pessoa. Engana-se! Na realidade, cerca de 75% da população pensa desta forma.

As beatas de cigarro representam quase um terço de todo o lixo recolhido no planeta, o que as torna um problema enorme.

Quem fuma, pode querer prestar atenção a este número: Os cigarros contêm mais de 7.000 produtos químicos diferentes.

Sabe quais são os principais e mais nocivos à saúde humana?

  • Nicotina: provoca uma redução na irrigação sanguínea nos tecidos e no sistema nervoso. Cria dependência;
  • Monóxido de carbono: presente em elevadas quantidades no fumo do tabaco. Tem uma grande facilidade em juntar-se à hemoglobina, diminuindo a capacidade de transporte de oxigénio e provocando intoxicação do organismo;
  • Alcatrão: substância cancerígena. Outras substâncias cancerígenas num cigarro incluem benzeno, arsénico, cádmio, metano e amónia;
  • Substâncias radioativas: polónio 210;
  • Metais pesados (ex: chumbo e níquel): concentram-se em órgãos vitais como o fígado, rins e pulmões.

Todos estes químicos passam das beatas de cigarro que são descartadas para o meio ambiente e, portanto, poluem ainda mais o planeta. Os produtos tóxicos acabam por entrar na água, sendo descartados diretamente nos rios, levados para o sistema de drenagem pela chuva ou sendo transportados para o mar quando a maré chega à praia.

Quando estes produtos químicos venenosos entram no suprimento de água podem matar peixes e outros animais, bem como os pássaros que por sua vez comem os peixes, envenenando pouco a pouco todo o ecossistema.

Curiosidade: Uma experiência científica em 2014 concluiu que, uma beata de cigarro durante 96 horas num litro de água, poderia envenenar esta água ao ponto de matar os peixes que nadassem nela. Agora imagine milhares espalhadas nos rios. Dá que pensar, não é?

Sempre que deitar uma beata de cigarro para o chão, reflita o gesto que está a praticar. Pense no ambiente, nas pessoas e em todo o ecossistema que é afetado com esse ato.

Escrever resposta

O seu email não ficará visível.